segunda-feira, 7 de setembro de 2020

Professores especiais

“A propósito de doutrinação e do Externato de Penafirme

Uma amiga contava-me no outro dia que aquele senhor que encontraramos - e pessoa que também muito admiro - fora seu professor de Religião e Moral no Externato de Penafirme há mais de 20 anos atrás. 

E de como falavam então abertamente de educação sexual. E do quão marcante e importante isso tinha sido para ela.

Ao que parece, aquele professor, que estou em crer ser católico e praticante, falava abertamente de educação sexual (sem temer mais do que aquilo que a sua própria consciência lhe ditava), não envangelizou ninguém ou proferiu então em sala de aula qualquer ordem ou preferência religiosa. Mas deixou à minha amiga algo mais precioso do que qualquer tendência, preferência ou religião: deixou-lhe uma mente aberta e um sorriso de agradecimento e gratidão para toda a vida. 

São estes os verdadeiros heróis. Os que educam pelo exemplo e não apenas pelas palavras. Os que não fazem das suas aulas as suas Bíblias. E acredito que há muitos assim. 

Hoje em dia... Vejo retrocesso e medo excessivo. Vejo incapacidade em dialogar. Vejo temor a estabelecer pontes. Vejo extremos que geram extremos.

E é triste.

Se calhar, à geração que tudo critica nas redes, faltou-nos há 20 anos a disciplina de Educação e Cidadania. A mim também me faltou Educação Sexual que nunca tive e mal não me teria feito.

Tivesse eu andado no católico e supostamente conservador Externato de Penafirme...”


Texto da minha amiga Magda Matias

Sem comentários:

Publicar um comentário